Os wearables podem deixar as pessoas mais ativas

B2B Magazine

Switch to desktop Register Login

Os wearables podem deixar as pessoas mais ativas

Os wearables podem deixar as pessoas mais ativas Reprodução

 

Os dispositivos vestíveis podem motivar e incentivar os indivíduos a serem mais ativos fisicamente, acredita Francis Hoe, diretor da Misfit. O assunto foi debatido no Fórum de Saúde Digital 2015.

 

Para o executivo, a utilização de wearables deve crescer nos próximos anos. Ele cita uma pesquisa do site Business Insider que aponta um crescimento de 35% na venda de equipamentos nos próximos cinco anos, alcançando 148 milhões de unidades vendidas anualmente em 2019. Como fator para o crescimento, o executivo aponta a popularização de devices relacionados a bem-estar e saúde, com o usuário acompanhando suas funções físicas no cotidiano.

 

“Os wearables podem guiar a inovação em muitas maneiras diferentes. Nós acreditamos que os dispositivos vestíveis devem fazer a diferença na vida dos indivíduos de modo positivo”, aponta Hoe.

 

Do smartwatch ao salva-vidas
A Misfit, que está no Brasil com o relógio inteligente Misfit Shine, ainda possui em seu portfólio produtos conectados como roupas, lâmpadas, acessórios e um monitor de sono. No entanto, Hoe lembra que o primeiro wearable de saúde foi criado em 1975: o botão para salva-vidas usado amplamente nos hospitais. Embora seja uma peça obsoleta, o profissional indica que quando acionado, a chance de salvar uma vida é de 80%.

 

“Nós aprendemos com o tempo que os wearables surgiram para serem convenientes e funcionais”, explica Hoe. “Hoje existe uma imensidão de produtos, o que dificulta a escolha do consumidor”.

 

O executivo avalia que aqueles que desejarem entrar no mercado de dispositivos vestíveis devem estar prontos para inovar e criar o wearable dos sonhos. “No melhor dos cenários o wearable dos sonhos precisa ser usado o tempo inteiro, por um longo período, por muita gente”.

 

*Via Mobile Time

 
Leia mais:
Apple, Google, Samsung e os aplicativos de saúde vestíveis
Mais vestíveis e menos visíveis
Tecnologia vestível contra o câncer

 

Compartilhe:

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn
" num_posts="7" width="600">

B2B Magazine 2013 - Todos os direitos reservados.

Top Desktop version