5 táticas empreendedoras para lidar com a crise

B2B Magazine

Switch to desktop Register Login

5 táticas empreendedoras para lidar com a crise

5 táticas empreendedoras para lidar com a crise Shutterstock

 

O atual cenário de desconfiança da economia afeta diretamente o desempenho de empresários e consumidores. O Índice de Confiança do Empresário de Pequenos e Médios Negócios no Brasil (IC-PMN), elaborado pelo Centro de Estudos em Negócios do Insper, com apoio do Santander, recuou 0,7% no segundo trimestre em relação aos três primeiros meses do ano.

 

Isso significa que muitos empreendedores ainda não estão confiantes com os rumos não apenas da economia do país, mas também com o seus próprios negócios. Para driblar esse cenário, é preciso criatividade para criar situações favoráveis. Consultamos cinco empreendedores que estão adotando táticas para melhorar o andamento de seus negócios nesse momento. Veja o que eles dizem:

 

Fidelize o cliente
O custo por aquisição de um cliente durante o período de crise aumenta, uma vez que esse não está inclinado a comprar ou consumir o seu produto. Por isso, é importante manter os seus clientes atuais, diz Victor Popper, head da All iN, vertical de marketing digital da Locaweb. "Invista um pouco mais na manutenção dos seus clientes da base, aproxime sua marca deles e ofereça conteúdo realmente relevante", afirma o empreendedor. "É necessário se fazer presente na vida dos seus clientes durante esse período. Demonstre que você é um parceiro também nos momentos de dificuldade", complementa.

 

Controle os custos
A crise de crédito derivada da situação econômica impactou intensamente o nível de inadimplência das empresas de pequeno porte. Para contornar isso, é preciso adequar os custos e ter um controle maior do fluxo de caixa, avalia Luan Gabellini, sócio-fundador da Betalabs, empresa especializada em plataforma de gestão para o comércio eletrônico. "Busque equalizar a situação de custo sem deixar de lado novos investimentos, porque o negócio precisa sempre seguir crescendo", diz Gabellini. O empreendedor aconselha também criar uma política de incentivo à diminuição do financiamento com preços mais competitivos para prazos de pagamento mais curtos.

 

Aumente o portfólio de produtos e serviços
Na crise é preciso ter criatividade para atrair novos clientes. E para isso é necessário criar novas ofertas de produtos, soluções e serviços, diz Rafael Cichini, CEO e sócio-fundador da Just Digital, empresa especializada em gestão de conteúdo. "Aumentar o portfólio de ofertas de soluções e aumentar o escopo de serviço é uma forma de atrair novos clientes por portas diferentes", afirma. Com o aumento de portfólio, é preciso agilidade para atender as demandas e identificar se elas podem se transformar em oportunidade reais de negócios, complementa o empreendedor.  

 

Crie descontos para bons pagadores
A inadimplência não atinge somente os empreendedores, mas também os seus consumidores. Por isso, é importante entender essa situação e criar condições para que os pagamentos sejam feitos em dia, afirma Thoran Rodrigues, CEO e fundador da BigData Corp., especializada em soluções de Big Data. "Crie um desconto por pagamento em dia, no qual os clientes que pagam a conta dentro do prazo tem uma redução no preço e que pode ser maior se eles pagarem mais rapidamente", afirma.

 

Agregue valor ao cliente
Além da importância de fidelizar o cliente, é mais do que necessário agregar valor para ele em momento de fragilidade econômica. Em períodos de crise, até quem não passa por ela de uma forma mais rígida deve se preparar, avalia Alexandre Glikas, head da Locaweb Corp, unidade corporativa da Locaweb. "Em meio a essa tormenta política e econômica, uma saída é se aproximar ainda mais dos clientes", diz. "É preciso entender de que maneira a crise está impactando em seus negócios e pensar em conjunto nas melhores formas para atravessar esse período".

 

Leia mais:
6 ferramentas para ajudar o empreendedor em meio à crise
O Big Data pode salvar as empresas da crise?
O home office é uma alternativa para a crise?

 

Compartilhe:

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

B2B Magazine 2017 - Todos os direitos reservados.

Top Desktop version