Publicidade digital, crise e oportunidades para sua marca

B2B Magazine

Switch to desktop Register Login

Publicidade digital, crise e oportunidades para sua marca

Publicidade digital, crise e oportunidades para sua marca Reprodução


Retração, alta de juros, dólar alto, momento nada amistoso para a economia brasileira. Hora de parar com a publicidade, guardar ideias na gaveta e esperar a tempestade passar, certo? Errado. É justamente nesses momentos que os melhores empreendedores se destacam e transformam crises em oportunidades.


O segredo é mudar a forma como se olha para o período turbulento, reavaliar processos, enxugar custos e explorar novos mercados. Preste atenção em algumas questões que normalmente passam despercebidas e não perca tempo.


Mercado em retração não faz as pessoas pararem de viver. Elas podem até gastar em menor escala, mas não podem abrir mão de alguns produtos e serviços que prezam e necessitam. O que será colocado na balança é “onde gastar”.


Portanto, nada de lamentar pelo que não pode mudar sozinho. Aproveite o período e use a criatividade para analisar o que sua empresa tem de melhor e trace novas rotas para que a gestão se torne mais competitiva.


Lembre-se de que a concorrência estará estagnada pelo medo e isso pode influenciar na pluralidade dos serviços oferecidos e na qualidade do atendimento. Faça o contrário do que seu concorrente faz. Como os clientes também vivem esse momento de crise, vão escolher com mais precisão onde investir, e você precisa que sua marca seja vista para que seja a escolha deles.


Aqui é que aparecem inúmeras oportunidades para atuação no meio digital, já que encontramos ambientes que apresentam grandes possibilidades de escalabilidade, diversos canais de publicidade a serem explorados, com investimentos inferiores aos canais convencionais, e o melhor: tudo pode ser mensurado.


Isso aliado a uma boa estratégia e apoiado em business intelligence (BI), com objetivo claro de trazer o retorno aos investimentos em comunicação, seja em campanhas de branding ou de performance, certamente poderá gerar resultados satisfatórios às expectativas das empresas, de forma que se destaquem daquelas que se escodem no momento de crise.


Daí nasce a diferença entre as agências que se intitulam de marketing digital e as agências de inteligência e performance, que atuam com metodologias de business Intelligence, tecnologia e expertise para transformação de dados em ações eficientes que garantem a tomada de decisões seguras e capazes de gerar soluções e o tão esperado retorno do que foi investido.


Não se trata apenas de oferecer a otimização de um site, desenvolvimento de apps, gestão de campanhas de search ou simplesmente criar uma fanpage. É preciso pensar estrategicamente, aliando inteligência, performance e branding, de forma que um esteja ancorado ao outro.


Já que lamentar crises não muda cenários, nem amplia a visibilidade ou garante resultados, ter uma agência de inteligência e marketing digital de performance capaz de transformar informações em estratégias e ações assertivas pode diferenciar a sua empresa nesse momento de turbulência.

 

*Gustavo Almeida é sócio-fundador da 4Buzz, agência de marketing full digital que combina inteligência, branding e performance

 

Compartilhe:

Submit to FacebookSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

B2B Magazine 2017 - Todos os direitos reservados.

Top Desktop version